Dia do Clima

A primeira edição deste gesto simbólico, que acontece no âmbito do Contador de Árvores da Mata Atlântica, aconteceu em 2009. A idéia é unir o maior número possível de parceiros em todos os setores da sociedade (poder público, iniciativa privada, entidades sem fins lucrativos e grupos organizados) para um plantio voluntário do maior número possível de mudas da Mata Atlântica em todo o estado do Rio de Janeiro. Isto tudo durante apenas um dia.

Nas duas edições (2009 e 2010), dezenas de municípios do Rio de Janeiro receberam mais de 200 mil novas árvores em 48 horas. Ao longo de seu processo de crescimento, elas vão ajudar na captação de água da chuva e manutenção da qualidade dos recursos hídricos, seqüestrar carbono da atmosfera (responsável pelo aquecimento global), reduzir a erosão no solo e muito mais.

Muito além disso, porém, a ação tem a virtude de mostrar a importância e urgência de restauração da Mata Atlântica, bioma rico em biodiversidade e recursos naturais, mas ameaçado em função dos impactos humanos históricos. Em 2010, uma parceria com a Secretaria de Estado de Educação envolveu as crianças e adolescentes no processo, algo fundamental, uma vez que serão eles os futuros tomadores de decisões. O ITPA desenvolveu um manual com instruções de plantio para ser distribuído entre alunos e professores.

GALERIA DE FOTOS
DOCUMENTOS